Pular para o conteúdo

Notas de corte das universidades espanholas: entenda como funciona!

    Já descobriu quais foram as últimas notas de corte das universidades espanholas que você tem interesse?

    Se você está pensando em estudar na Espanha e ingressar em uma universidade internacional, é fundamental entender o conceito de “Notas de Corte”, uma importante referência para medir a concorrência e o nível de exigência de cada curso. 

    Neste blog, focaremos em explicar o que são essas notas, apresentaremos exemplos de algumas universidades espanholas, e discutiremos dicas para se preparar e enfrentar esse desafio. Vamos lá?

    O QUE SÃO NOTAS DE CORTE?

    Explicando de forma simples, notas de corte são pontuações mínimas usadas pelas universidades para selecionar candidatos em cursos de graduação.

    O ponto-chave para entender esse conceito é ter o entendimento de que essas notas variam de acordo com cada curso e instituição, sendo determinadas pela demanda de candidatos, número de vagas disponíveis e, claro, pelo desempenho dos próprios estudantes nas provas ou processos seletivos.

    Além disso, as notas de corte podem variar de um ano para o outro – mesmo que seja o mesmo curso, na mesma universidade. 

    Assim, suponhamos que um curso universitário tenha 100 vagas disponíveis. Os candidatos que alcançarem as 100 melhores pontuações serão aprovados, e a nota do 100º colocado será a nota de corte daquele curso para aquele ano específico.

    POR QUE AS NOTAS DE CORTE DAS UNIVERSIDADES ESPANHOLAS SÃO IMPORTANTES?

    As notas de corte são importantes porque determinam a competitividade e o acesso aos cursos universitários da Espanha. Deste modo, elas refletem a qualidade e a demanda por cada curso, e consequentemente, influenciam as escolhas dos estudantes na hora de selecionar suas opções de graduação.

    Além disso, em alguns casos, o valor das notas de anos passados, que sempre servem como referência, ajuda a determinar o esforço que o estudante deve ter, caso queira ser aprovado naquele determinado curso e/ou universidade.

    COMO SE PREPARAR PARA ULTRAPASSAR A NOTA MÍNIMA?

    1. Pesquise sobre os cursos e universidades de interesse: pesquisa é sempre o primeiro passo! Entenda os requisitos e a concorrência de cada curso que você gostaria de estudar. Analise as notas de corte dos anos anteriores para ter uma noção do desempenho necessário.
    2. Estabeleça metas realistas: leve em consideração suas habilidades acadêmicas e estabeleça metas alcançáveis para suas notas. Do mesmo modo, centre-se, sobretudo, nas disciplinas que tem maior dificuldade. 
    3. Dedique-se aos estudos: mantenha uma rotina de estudos consistente e organize-se para revisar os conteúdos relevantes para o vestibular da Espanha – PCE e/ou EBAU.
    4. Faça simulados: resolva provas anteriores para familiarizar-se com o formato das avaliações e para identificar quais áreas precisam de mais atenção.
    5. Busque apoio: participe de aulas preparatórias e peça ajuda a professores ou colegas em caso de dúvidas. E, se quiser estar um passo a frente de outros estudantes internacionais, considere iniciar sua preparação com o Migra, o único cursinho pré-vestibular da Espanha voltado exclusivamente para brasileiros. 

    NOTAS MÍNIMAS PARA INGRESSAR NAS PRINCIPAIS UNIVERSIDADES ESPANHOLAS 

    Para te ajudar a iniciar o processo de pesquisa e descobrir algumas das opções de graduação da Espanha, selecionamos exemplos de cursos e universidades que divulgaram as notas mínimas para ingresso em 2023 (lembre-se: 14 é a nota máxima). Confira!

    Administração e Direção de Empresas, Universidade Autônoma de Barcelona: 9.912 

    Arquitetura Técnica, Universidade de Alicante: 7.79

    Ciência de Dados, Universidade Pública de Navarra: 12.249

    Ciências Gastronômicas e Gestão Hoteleira, Universidade de Málaga: 7.08 

    Comunicação Audiovisual, Universidade de Málaga: 9.539 

    Criminologia, Universidade de Santiago de Compostela: 10.666 

    Design e Desenvolvimento de Jogos, Universidade Politécnica da Catalunha: 7 

    Economia, Universidade de Santiago de Compostela: 7.77 

    Educação Infantil, Universidade de Alicante:  9.048 

    Educação Primária, Universidade de Alicante: 9.607 

    Enfermagem, Universidade de Santiago de Compostela: 12.5 

    Engenharia Civil, Universidade de Santiago de Compostela: 5.69 

    Engenharia de Energia (em inglês), Universidade Carlos III: 11.618 

    Filosofia, Política e Economia (bilingue), Universidade Pompeu Fabra: 12.75

    Fisioterapia, Universidade Pública de Navarra: 11.553 

    Gastronomia e Artes Culinárias, Universidade de Alicante: 7.77

    Geografia e História e Relações Internacionais, Universidade Pablo de Olavide: 13.08 

    Inteligência Artificial, Universidade Politécnica da Catalunha: 12.15 

    Jornalismo (espanhol ou Bilíngue), Universidade Carlos III: 10.304

    Logística e Negócios Marítimos, Universidade Pompeu Fabra: 5.964 

    Marketing e Comunidades Digitais, Universidade Pompeu Fabra: 6.916

    Medicina, Universidade de Málaga: 13.34

    Psicologia, Universidade de Málaga: 10.999 

    Publicidade e Relações Públicas, Universidade de Málaga: 9.505 

    Relações Laborais e Recursos Humanos, Universidade Pública de Navarra: 8.046 

    Sociologia Aplicada, Universidade Pública de Navarra: 6.969

    Trabalho Social, Universidade Pablo de Olavide: 9.22

    Turismo, Universidade Carlos III: 8.754

    Estudar na Espanha é uma oportunidade única, cheia de vantagens acadêmicas e culturais. Um bom assessoramento é essencial para aproveitar ao máximo essa experiência.

    Não perca a chance de uma consulta gratuita para começar sua jornada educacional na Espanha com sucesso: http://bit.ly/48OEyVq